Após denúncias de racismo, Prada tira chaveiro de circulação


 

A marca de luxo utilizou o twitter para se posicionar a respeito das denúncias de racismo com a comercialização de um chaveiro de macaco que apresentava um design considerado bastante ofensivo.

Além do tuíte, a Prada divulgou ainda uma nota, deixando claro que já descontinuou o produto, além de anunciar que buscará de todas as formas aprender com o caso e afirmar que nunca foi “intenção ofender ninguém”, mas “celebrar a diversidade de moda e beleza das culturas ao redor do mundo”.

Confira o posicionamento da Prada:

 

Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *